Please use this identifier to cite or link to this item: https://rigeo.cprm.gov.br/handle/doc/22432
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorFARIAS, Catharina dos Prazeres Campos de-
dc.contributor.authorPICKBRENNER, Karine-
dc.contributor.authorPINTO, Eber José de Andrade-
dc.date.accessioned2021-11-24T12:25:08Z-
dc.date.available2021-11-24T12:25:08Z-
dc.date.issued2021-
dc.identifier.citationFARIAS, Catharina dos Prazeres Campos de; PICKBRENNER, Karine; PINTO, Eber José de Andrade. Atlas pluviométrico do Brasil: equações intensidade-duração-frequência (desagregação de precipitações diárias): estação pluviométrica: Novo Acordo, código: 01047001 (ANA), município: Santa Tereza do Tocantins/TO. Belém: CPRM, 2021. Programa Geologia do Brasil. Levantamento da Geodiversidade.pt_BR
dc.identifier.isbn978-65-5664-133-1-
dc.identifier.urihttps://rigeo.cprm.gov.br/handle/doc/22432-
dc.description.abstractEste trabalho apresenta a equação Intensidade-Duração-Frequência (IDF) estabelecida para o município de Santa Tereza do Tocantins/TO. A série de dados utilizada no estudo foi elaborada a partir de registros de precipitações diárias máximas por ano hidrológico da estação pluviométrica Novo Acordo, código 01047001(ANA), localizada a 38 km do município de Santa Tereza do Tocantins. A metodologia para definição da equação por desagregação das precipitações diárias está descrita em detalhes em Pinto (2013). A distribuição de frequência ajustada aos dados diários foi a Gumbel, com os parâmetros calculados pelo método dos momentos-L. A desagregação dos quantis diários em outras durações foi efetuada com as relações entre alturas de chuvas de diferentes durações obtidas da equação IDF estabelecida por Weschenfelder, Pickbrenner e Pinto (2021) para o município de Miracema do Tocantins/TO. As equações ajustadas para representar a família de curvas IDF podem ser aplicadas para durações entre 10 min e 24 h e são recomendadas para tempos de retorno até 100 anos. A aplicação da equação IDF elaborada para o município de Santa Tereza do Tocantins permite associar intensidades de precipitação, nas diferentes durações, a frequências de ocorrência, as quais serão utilizadas no dimensionamento de estruturas hidráulicas. Também pode ser utilizada de forma inversa, ou seja, estimar a frequência de um evento de precipitação ocorrido numa determinada duração, definindo se o evento foi raro ou ordinário, de acordo com a caracterização de chuva extrema local.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherCPRMpt_BR
dc.relation.ispartofseriesAtlas pluviométrico do Brasil;-
dc.rightsopenpt_BR
dc.subjectHIDROLOGIApt_BR
dc.subjectPLUVIOMETRIApt_BR
dc.subjectEQUAÇÕES IDFpt_BR
dc.subjectEQUAÇÕES INTENSIDADE DURAÇÃO DE FREQUÊNCIApt_BR
dc.subjectESTAÇÃO PLUVIOMÉTRICApt_BR
dc.subjectDESAGREGAÇÃO DE PRECIPITAÇÕES DIÁRIASpt_BR
dc.subjectSANTA TEREZA DO TOCANTINSpt_BR
dc.subjectTOCANTINSpt_BR
dc.subject01047001 (ANA)pt_BR
dc.titleAtlas pluviométrico do Brasil: equações intensidade-duração-frequência (desagregação de precipitações diárias): estação pluviométrica: Novo Acordo, código: 01047001 (ANA), município: Santa Tereza do Tocantins/TOpt_BR
dc.typeTechnical Reportpt_BR
dc.localBelémpt_BR
Appears in Collections:Átlas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TO-Santa Tereza do Tocantins_relatorio_IDF_2021.pdfRelatório5,83 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.