Please use this identifier to cite or link to this item: http://rigeo.cprm.gov.br/jspui/handle/doc/264
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorFREITAS, Magno de Sá
dc.date.accessioned2013-12-10T19:02:01Z
dc.date.available2013-12-10T19:02:01Z
dc.date.issued2007
dc.identifier.citationFREITAS, Magno de Sá. Estratigrafia de alta resolução e geoquímica orgânica da Formação Tremembé, Terciário da Bacia de Taubaté, na região de Taubaté-Tremembé,SP. , 2007. Dissertação (Mestrado em Geologia)-Faculdade de Geologia, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2007.
dc.identifier.urihttp://rigeo.cprm.gov.br/jspui/handle/doc/264
dc.description^aDissertação^bMestrado em Geologia
dc.description.abstractEste trabalho trata do estudo da estratigrafia de alta resolução e geoquímica orgânica da Formação Tremembé, na Bacia Sedimentar de Taubaté-SP, de idade cenozóica, com base nos dados de teores de Carbono Orgânico Total (COT), teores de enxofre total e Resíduo Insolúvel (RI), dados de pirólise Rock-Eval bem como dos resultados de espectrometria de raios gama. Estes dados foram obtidos a partir de amostras selecionadas de testemunhos de duas sondagens rasas, respectivamente 55,40 m (poço TMB-01-SP) e 18,02m (poço TMB-02-SP), resultantes de testemunhagem contínua ao longo do intervalo de folhelhos da Formação Tremembé. O intervalo analisado da Formação Tremembé foi dividido em nove unidades quimioestratigráficas, as quais foram correlacionadas com os dados de Pirólise Rock-Eval e com os dados de raios gama. Com base nos resultados de Pirólise Rock-Eval, verificou-se que a grande maioria da matéria orgânica da Formação Tremembé é do tipo I, que é rica em hidrogênio e pobre em oxigênio, correspondendo ao melhor tipo de matéria orgânica para a geração de hidrocarbonetos líquidos e gasosos. As unidades quimioestratigráficas D e F são as que apresentam os maiores potenciais de geração de hidrocarbonetos, correspondendo aos folhelhos betuminosos papiráceos. Na seção estudada (poço TMB-SP) foram identificados cinco níveis com concentrações muitas elevadas de COT, considerando-se apenas teores acima de 20%. Desses cinco níveis, dois se destacam, por apresentarem teores de COT superiores a 30%. Considerando-se os dados de pirólise Rock-Eval, nota-se que esses dois intervalos são os que oferecem uma maior atratividade quanto ao seu potencial gerador, já que representam valores de S2 que excedem a 100mg HC/g de rocha, além de valores de IH sempre superiores a 600
dc.language1
dc.subjectESTRATIGRAFIA
dc.subjectGEOQUÍMICA
dc.subjectFORMAÇÃO TREMEMBÉ
dc.subjectBACIA DE TAUBATÉ
dc.subjectSÃO PAULO
dc.subjectBRASIL
dc.titleEstratigrafia de alta resolução e geoquímica orgânica da Formação Tremembé, Terciário da Bacia de Taubaté, na região de Taubaté-Tremembé,SP
Appears in Collections:Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Diss_Magno.pdfproducao cientifica3,41 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.